Como lidar com amor platônico?

Hoje (quase) ninguém fala em amor platônico, mas sim nos “crushes” e “contatinhos”, certo? Acontece que: mudou só a palavra, o sentimento e definição são os mesmos. 😉

Pra chocar a humanidade, lá vai como os psicólogos classificam quem tem crushes/contatinhos/amor platônico: nada mais é do que a auto-estima esfregando a bunda lá no chão, porque está MUITO baixa. Seríssimo.

Ao meu ver, a gente ter uma paixãozinha boba e secreta por alguém não é o problema, mas sim a permanência (e evolução, claro!) desse sentimento, que  pode chegar a um rumo bem perigoso. Sendo assim, bom mesmo é a gente seguir o que diz aquele velho ditado: “melhor prevenir do que remediar”. 😉

Não vou dizer que nunca tive amor platônico, porque estaria mentindo. Já tive, já sofri, mas encontrei uma forma de me livrar de crushes; desse  sentimento infernal que é gostar de quem nem liga pra gente.

No vídeo abaixo eu explico uma tática pra lidar com amor platônico.

21 Comentários

21 Comentários em "Como lidar com amor platônico?"

  1. Ah, você arrasou nesse vídeo <3
    Sério mesmo, parabéns. Amo seus posts e agora amo seu canal também, que eu ainda não conhecia. Eu já te disse que sofri muito com amor platonico aos 13 anos, eu escrevia cartas, letra de música, chorava o dia todo pensando em como eu poderia conhecer o Bill Kaulitz mas não teve jeito yauhdu ai aconteceu que ele cortou aquela juba, depois ele ficou loiro e eu perdi o amor por ele. Ainda bem aushusd Focar nos defeitos é sempre bom mesmo

    Carol | http://www.pinkisnotrose.com

  2. Oiiiie ~ Tudo bom contigo?

    Ai o vídeo ficou um amor, sério hahaha amei <333

    Eu nunca tive um amor assim por uma pessoa "real", mas acho que é porque eu sou nova demais e tals né?

    Mas em compensação eu sempre fui de ter uma raiva de não ser as pessoas da televisão, youtube, instagram, tumblr hahahaha. E isso é bem ao contrário nénom… o certo seria amar essas pessoas ao invés de ter um certo ódio por elas hahaha. Mas okaaay, a gente sobrevive!

    Adorei a postagem, sério, ficou um amor!

    Beijos || visite o Valentinices ♥

  3. Adorei seu vídeo
    Na minha adolescência eu tinha vários amorzinhos platônicos por pessoas “reais”, mas hoje em dia todos os crushes são as atrizes e apresentadoras lindas que vejo por aí ou atores britânicos e irlandeses
    Beijos

  4. Cris diz:

    No meu último amor platônico eu pedi pra ficar com ele e lógico que levei um fora. O primeiro e único fora da minha vida hahahaha Faz uns 15 anos isso hahahaha E depois de um tempo, quando caiu a ficha que era platônico eu me dei conta de como eu fui idiota. Idealizei uma pessoa que eu nem conhecia direito só porque eu achava ele muito bonitinho hahahahaha Que bom que a gente aprende a lidar, né? Os outros eu nem perdi tempo deixando eu apaixonar, fiquei só achando bonitinhos mesmo hahaha Até aparecer o Rafa na minha vida e tudo mudar, mas isso é outra história hahahaha
    Beijos! =**

  5. Bora falar a verdade, a gente gosta de uma sofrência de amor platônico!
    <3

  6. hellz diz:

    Oi ADRIEL

    eu nunca soube dessa definição psicológica pra amores platônicos e agora fiquei bolada ._.
    minha pré-adolescencia, adolescencia e até recém vida adulta gira em torno disso, cara. Acho que preciso de ajuda, socorr ._. HAHAHAH

    beijo
    beinghellz.com

  7. Luly diz:

    Amor platônico é uma merda mas é uma merda que ajuda pra caramba a gente a crescer, né! Você vai lá, sofre “atoa” que nem louca mas quando supera também, nussa, se choca que um dia gostou do trem e tá pronta pra num gostar de trem ruim igual nunca mais!
    Mas claro, sempre tem trem ruim diferente pra tomar o lugar, hahahaha!

  8. Jayhana diz:

    Aiiiiiiiiiiii meu Deus, to vivendo =(
    Preciso fugiir dessa, socorrooooooo!!!
    Help, help. kkkkkkk
    Adoorei, bjs

    http://www.jayhanadenardi.blogspot.com.br

  9. Carol Vayda diz:

    Bora falar a verdade, a gente gosta de uma sofrência de amor platônico!
    <3

  10. Gisele Mendes' diz:

    Estou passando por isso atualmente. É muito ruim, doloroso e a gente quase não vê saída, a não ser continuar se iludindo. Vou fazer o que vc disse!

    Bjs!