Aprendendo a andar de skate sozinho

Já antecipo uma coisa: para
andar de skate não basta apenas ter força de vontade; precisa de força de
vontade, não ter medo de tombos e de lascar a cara no chão. 

Dito isso, venho
compartilhar com vocês a mais nova “novidade” da minha vida: finalmente consigo
me equilibrar sozinho em cima de um shape, e o melhor: sem cair. 🙂   
Desde pequeno, lá pelos meus
11 anos de idade, sempre quis ter um skate, mas meus pais (super conservadores) dizia que era coisa de malandro, que eu ia quebrar minha cara e todo aquele
discurso que parecia não ter fim. Passei minha adolescência inteira vendo
trocentas pessoas se equilibrando em cima do shape e pensando: “um dia eu
conseguirei fazer todas essas manobras ou pelo menos me  equilibrar
”.

Na minha primeira tentativa
de ficar em cima de um skate, devo confessor que não foi nada bom. Levei um
tombo que, céus, nunca esquecerei! Bati a cabeça no chão e os meus braços em uma
moto. Isso foi na casa de um vizinho, no ano de 2011, em uma manhã ensolarada.
(Veja bem como eu jamais esquecerei!) 

O tempo passou e eis que em
um sábado (não tão) qualquer, resolvi entrar na Loja Americanas daqui de
Araguaína para comprar um livro. Repetindo: entrei na loja para comprar apenas
UM LIVRO da Marian Keyes. Resumo: saí da loja com um skate, chocolates e um
livro.

Com o skate em mãos, corri
pro calçadão da cidade no intuito de aprender a andar. Detalhe: sozinho. Levei um tombo,
dois, três, quatro, cinco… a partir do 10º eu parei de contar. A boa notícia
é que eu aprendi.
Depois de 1 mês
compartilhando no Twitter, Instagram e Snapchat, cá estou eu postando sobre
esse momento feliz: eu consigo andar de skate sem cair e até arrisco umas
manobras. 

Esse post é pra glorificar de pé irmãos (e sair por aí testemunhando
essa vitória. Hahahaha).

Brincadeiras à parte, o fato
é que eu sempre levo muito à sério aquele lance da gente correr atrás do que
tanta deseja. As quedas serão inevitáveis, mas, ó, elas ensinam pra caramba a
você nunca desistir e sempre levanta
r. Apesar dos pesares, a vida é isso: uma
sequência de tombos, cabe a você decidir se vai ficar no chão esperando, sei
lá, alguém te ajudar quando você mesmo pode se mover sozinho. 😉 
17 Comentários

17 Comentários em "Aprendendo a andar de skate sozinho"

  1. Wanessa diz:

    realmente tem que persistir até conseguir mesmo. Já tive vontade de andar de skate hoje acho que não tenho mais idade e paciência pra isso hahaha
    bjokas http://diadebrilho.com

  2. Eu nunca me atrevi a andar de skate rs, mas sempre ia com os meninos em um galpão abandonado e enquanto eles tentavam as manobras eu ficava com uma amiga conversando. E cansei de ver eles caírem, mas tudo na vida é assim.. a gente levanta e tenta de novo.
    Kisses

  3. Que bacana seu post, descreveu bem como é a experiência de andar de skate, adorei as fotos! Eu não tenho medo de tombos e machucados, acho que através deles a gente aprende a caminhar kkk Eu faço circo, então me machucar é comum.. Mas acredita que não sei andar de bicicleta? Sei andar de skate, aprendi novinha, sei andar de patins, mas bicicleta é meu mistério… Já tentei muitas vezes e nada kkkk Beijokas!

  4. Luly diz:

    Olha, tenho que dizer que admito te largamente viu, eu só subi em um skate uma vez na vida e foi sentada (meus colegas empurravam a gente na rampa na época do ensino fundamental) e na minha cabeça uma pessoa jamais poderia aprender a ficar em pé naquilo sozinha, e aí está você já evitando os tombos! Que bom que tá dando certo, aproveita muito seu "brinquedo"!

  5. Bianca diz:

    Eu nunca tentei andar de skate, mas já tentei de patins e foi horrível haha. Parabéns por ter conseguido realizar seu objetivo!
    Bluebell Bee

  6. AAAAAAAH que corajoso, eu vivo pedindo pro meu namorado me ensinar mas ele só enrola e nunca me ensina 🙁 O mais engraçado foi você entrar em uma loja pra comprar um livro e sair de lá com um skate hahahaha. Gosto dessa coisa impulsiva.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

  7. Quando eu tinha uns 14 anos eu quis aprender a andar de skate, mas a condição dos meus pais era que eu usasse capacete, cotoveleiras e joelheiras, mas né, fiquei morrendo de vergonha de pensar em sair assim sendo que todo mundo que eu conhecia andava sem nada mesmo. Provavelmente foi uma boa decisão deles, porque eu tenho dois pés esquerdos e toda hora tropeço ou caio por algum motivo. Hematomas? sempre. hahaha Sobre ir pra um lugar comprar alguma coisa e comprar aquilo e mais um pouco: muito eu!

  8. Um segredinho: quando adolescente eu queria namorar um skatista por causa daquela música da Avril, "Sk8er Boi" rs
    Essa história de cair e levantar mais forte é uma analogia pra vida toda, né? Tbm sou muito adepta a isso! E tô impressionada com a sua animação com a academia tbm, viu? Acompanho seus tweets e, ó, força! heh
    Beijo, Adriel!

  9. Anônimo diz:

    Oi Mano, Antes eu nunca tentei andar de skate, mas eu já comprei meu skate eu fui andei e caiu, ai tentei de novo andar depois caiu até doeu.. aff.. Quase desistiu.. tá dificil.. hahaha! Mas Tem que acostumar né? :/
    Parabéns por ter conseguido realizar seu objetivo!! Massa!! Abraço!