Dica de Filme: Beijei Uma Garota (2015)

Sinopse: Homossexual convicto, Jérémie um dia acorda ao lado da bela e sedutora jovem sueca Adna, que conheceu em uma noite de bebedeira. A situação o coloca em pânico, já que está prestes a oficializar o casamento com Antoine, seu companheiro há 10 anos. Tentando entender a súbita atração que sente, Jérémie volta a procurá-la e vê a situação se complicar cada vez mais.

Mulheres, vocês dariam uma chance a um cara que se apaixonasse de verdade por vocês, mesmo sabendo que ele é gay ou bissexual? O filme francês “Beijei Uma Garota (Toute Première Fois)” gira em torno desse dilema. Lançado no começo de 2015, o filme conta a história de Jerémie, um publicitário de 34 anos, noivo de Antoine, mas que, em um belo dia, se vê apaixonado por uma mulher.

A comédia romântica mostra a aflição de Jéremie, que não consegue mais sentir atração sexual pelo seu noivo e vive arrumando pretextos para se encontrar com Adna, a garota por quem está apaixonado. Encontrei esse filme por acaso e acabei me interessando pelo fato de mostrar as coisas acontecendo de uma maneira invertida. É comum ouvir falar de caras que eram convictos da sua heterossexualidade, tinham relacionamentos com mulheres, mas em um belo dia se vêem apaixonado por homens. Aí o cara tem que lidar com várias conflitos internos, questões familiares, etc e tal. No filme, acontece justamente da forma contrária, inclusive em relação à família de Jéremie, cujos pais, irmã e cunhado sempre o conheceram como gay e sempre o admiraram pela coragem de ser quem realmente é. Ele nunca havia se envolvido com garotas, até então. Todos acharam super estranho quando ele os contou que havia terminado o noivado com o namorado de 10 anos, por quem a família tinha muito afeto e considerava como um segundo filho, para se envolver com uma garota que eles mal conheciam. Os pais ficaram putos com Jéremie!

Em alguns momentos, o filme trabalha a questão do Jéremie descobrindo a sua bissexualidade, abordando o sentimento que uma pessoa desperta em outra, independente de ela ser do sexo oposto ou não. O sentimento surgindo entre dois seres humanos e relacionado somente à maneira como um faz o outro se sentir, independente de gênero e/ou orientação sexual.

Confira o trailer abaixo:

7 Comentários

7 Comentários em "Dica de Filme: Beijei Uma Garota (2015)"

  1. carol sena diz:

    vi esse filme em um site fiquei interessada em assistir, mas não sabia se era bom, mas agora vou ver com certeza

    http://entrevereviver.blogspot.com.br/

  2. hellz diz:

    Adaptando pros meus lados… acho que daria chance pra uma hétero HAHAHA Vai que, né.
    o filme parece ser bem engraçado e diferente dos LGBT que existem no mercado.. Curti e quero ver *-*

    beijo
    beinghellz.com

  3. Quantas questões incríveis a serem discutidas! Pela louca pelas reflexões e já quero conferir a totalidade para mergulhar nas entrelinhas somáticas. Adorei o fato dessa quebra de preconceitos, indo além de rótulos, mas mostrando que é o sentimento que conta, e não simplesmente uma ‘orientação definida’. Adorei ainda mais essa “inversão de base”, a qual dá ainda mais proximidade, mostrando que o caso pode ocorrer em quaisquer dos lados, novamente ratificando a questão do relacionamento e das críticas para além. A resenha ficou uma lindeza, plantando desde já questões bacanas. Fiquei receosa somente em relação ao desrespeito do protagonista perante o noivo, mas quiçá não seja exatamente como aparenta. Adorei a indicação!

    http://www.semquases.com

    • Vanessa, também não acho bacana a conduta. Trair noivo, marido, namorado e afins não é algo que eu apóie, mas acho bacana de ser retratado na ficção, por ser algo que acontece demais entre casais em geral. O que causa um certo desconforto, muitas vezes, é a forma como a traição é retratada em filmes, séries e novelas. No caso desse filme em particular, eu achei bacana até isso, porque é retratada com maturidade, tanto que no final o protagonista e o noivo conseguem se manter próximos como amigos.
      Fico contente que você tenha gostado da resenha!
      Obrigado por deixar a sua opinião
      Abraço! 😉

  4. Oieee, que demais a indicação, vou assistir hoje mesmo *-*
    Como você falou, sempre é ao contrário, deve ser surpreendente essa inversão.
    O trailer está incrível, eu ri assistindo kkk
    Beeeijos!
    <3

  5. Nana diz:

    Olá,
    Não conhecia o filme, mas já coloquei na minha lista.
    Nas histórias são sempre ao contrário, bacana abordarem diferente e como é francês, a naturalidade soa só de ver o trailer. Já quero ver.

    tenha uma ótima semana.
    Nana – Obsession Valley

  6. Achei a proposta do filme realmente interessante, vou tentar convencer meu noivo a assistir comigo.

    Me chama de Bella