Pra quem tu escreve?

Muito bom criar um blog, escolher o nome, layout bonitinho e, enfim, começar a divulgar nas suas redes sociais que tem post novo. Mas… Você já parou pra pensar sobre os seus artigos? Vou ser mais específico: já analisou pra quem você escreve? Pra si mesmo ou pros outros?

Recentemente, li em algum lugar que deveríamos escrever não pra nós mesmos, e sim para os nossos leitores. Não vou dizer que a tal pessoa está errada, afinal, essa foi a “receita” que ela usou pra ter muitas visitas. Contudo, pra mim não faz sentido perder tempo produzindo algo que não faça sentido pra mim mesmo; somente porque tem alguém do outro lado da tela esperando por mais um post cheio de dicas. (Isso aconteceu com o Depois dos Quinze e outros dessa mesma era, btw!).

Não sei se você já percebeu, mas… justamente por pensar somente nos leitores, muitos blogueiros acabaram perdendo a originalidade/identidade; nos posts já não vemos a personalidade de quem o escreve, sabe? Não vejo graça em posts assim, mas quem sou eu na blogosfera, né? 😎

Bom mesmo é pirar ao escrever, brincar com as palavras… Ser a gente mesmo, como se estivesse conversando com um amigo! Blogs surgiram através de textos íntimos, pessoais. Se deturparam a ideia, graças a Deus não sou um dos milhares de culpados que há na internet!

Não critico quem escreve pensando em SEO e tals, pois sei que realmente é frustrante ter posts sem views, poucos comentários, etc. Porém, mais do que pensar somente nas visitas, pense em si mesmo. “Esse posts me ajudou em algo? Ele realmente será útil pra alguém?”, se a sua resposta for sim às duas perguntas, então clique em “publicar”. Agora, se o post não te ajudou em nada (nem a se sentir mais leve ao escrevê-lo), por que suas falsas palavras iriam ajudar alguém? 😉

Não é querendo deixar você com raiva, não, mas… Posts forçados pra cumprir atualização semanal, a gente percebe de longe! Então, antes de escrever pensando nos outros, pense em você mesmo e como aquela publicação iria te ajudar, caso o papel fosse invertido. #sódica

Você não é influencer, não tem milhares de leitores, tampouco é um portal de notícias pra ficar só nas dicas. Tenho certeza de que escrevendo mais sobre ti, com certeza as pessoas irão se importar mais com seu conteúdo. Afinal, o que conquistou o leitor  não foi aquele post babado com 10 dicas sobre bla bla bla, mas sim a tua forma de escrever, teu carisma e tals.

Quantos blogs eu deixei de ler porque a pessoa ficava só postando dicas disso e daquilo, mas nunca escrevia nada sobre ela? Perdi a conta!

Vai por mim! Quando a gente é sincero com a gente mesmo, tudo fica mais tranks! 😘

12 Comentários

12 Comentários em "Pra quem tu escreve?"

  1. Duane diz:

    Nossa, venho pensando TANTO nisso hoje em dia. Parece que formaram uma imagem tão cagada de blogueiras que o negócio ficou assim do jeito que tá. E digo mais: as pessoas que param pra refletir estão cansando disso! Realmente, é crucial se perguntar se o post é útil pra você, como se fosse você o leitor. Posts mais pessoais são os melhores. A gente gosta de dica? Claro. Mas quando rola aquela identificação com quem escreve é muito mais legal.
    Beijos!

  2. Acho que blogs existem aos montes, o que diferencia o nosso dos outros é o elemento personalidade. Então se deixarmos de colocar nossa essência nos posts o blog só será mais um portal de “dicas” entre tantos outros.
    Acho que tem que haver um equilíbrio entre escrever para se satisfazer e escrever algo que pode ajudar e entreter quem está lendo…
    Aliás, AMO seu blog!!!

    beijos!

    http://www.ooutroladodaraposa.com.br

  3. Yuri S diz:

    Acho que o mais importante é o texto ter nossa própria essência <3
    http://www.sextadimensao.com/

  4. hellz diz:

    Oi Adriel

    não é que eu seja egoísta ou enfim, mas geralmente prefiro mil vezes escrever sobre o que faz sentido pra mim do que agenda pré-estabelecida. Assim é mais fácil alguém se identificar. Aliás: identificação é o mais legal de receber num post que faz sentido pra você, né?
    eu acho que ser fiel à essência e originalidade é fundamental, mesmo que isso não nos leve aos holofotes da fama.

    beijo
    http://www.beinghellz.com.br

    • se escrever/compartilhar um pouco da nossa vida nos faz bem, independente de ter fama ou não tem estaremos bem. 😉 confesso que não faço lista de pausa e tals. apenas paro, sento na frente do computador e vou escrevendo sobre. admiro muito que se organiza pra fazer posts, mas comigo não rola. 🙁

  5. Meu Deus!
    Quero te esmagar num abraço quentinho depois deste post!
    Que emoção ♥
    Finalmente encontrei alguém que entende porque eu não mudo o conteúdo do meu blog. Eu fico tão cansada de entrar no mais do mesmo. É dificil viver nessa competição de mais números, mais likes, mais isso, mais aquilo. Em primeiro lugar, o meu blog é MEU, para depois ele ser dos outros!
    Por isso tudo que eu adoro ler aqui! ♥
    Beijos,

  6. Cheguei no seu blog sem querer e olha, onde deixo o meu like!?? Arrasou! Estou até sem palavras!
    Vejo que hoje na blogosfera está difícil as vezes sabe? Pessoal só liga para as curtidas, o número absurdo de views e etc. As vezes parece que tem mais fachada do que propriamente conteúdo que demonstre a pessoa mesmo, lá no fundo.
    E a sua reflexão, me deixou uma baita reflexão. Que mesmo que o meu blog tenha um assunto específico – livros – devo sim falar e compartilhar algumas coisas que penso. Textos e etc.
    Adorei tanto sua publicação que se me der licença, vou compartilhar nos links que recomendo. Pois mais pessoas precisam ler isso!