A desigualdade Social no mundo globalizado

A desigualdade social não afeta apenas o Brasil, mas todos os países da atualidade. Como já dizia Renato Russo, a humanidade deve “acreditar que o mundo é perfeito e que todas as pessoas são felizes.”
De acordo com uma pesquisa realizada pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 2005, o Brasil ficou em 8º lugar em desigualdade social.
Boa parte do capital que circula no país, está na mãos de poucos, ou melhor, o dinheiro fica no bolso daqueles que possuem status. Com isso, a classe baixa é a que mais sofre.
A miséria cresce. Segundo o filósofo “a desigualdade tende a se acumular. Os que vêm de família modesta têm, em média, menos probabilidade de obter um nível alto de instrução. Os que possuem baixo nível de escolaridade têm menos probabilidade de chegar a um status social elevado, de exercer profissão de prestígio e ser bem remunerado.”
A blogueira Carol, diz que “enquanto uns têm tudo, os que não têm nada, lutam para ter algo. Neste mundo onde somos todos iguais, os que nos divide, são as desigualdades sociais.” Sim, caro leitor, a desigualdade está acabando com o mundo.
Combater contra a desigualdade social é uma forma de (talvez) conseguir viver num mundo melhor.

Um abraço, Adriel Christian.

Comente Comentários

Nenhum comentário em "A desigualdade Social no mundo globalizado"