Resenha: “Enquanto o amor não vem”

Livro "Enquanto o amor não vem", de Iyanla Vanzant

Sem dúvida alguma, uma das coisas que as pessoas mais procuram nesta vida é um amor verdadeiro e ter a autoestima lá no alto, não se decepcionando com qualquer coisinha que aparecer no caminho. Ser assim não é impossível. Não para a escritora e coach Iyanla Vanzant, que escreveu o livro “Enquanto o amor não vem”.

Em pouco mais de 100 páginas, temos trocentas dicas de como se amar mais, procurar um relacionamento e encarar os diversos problemas da vida. “Enquanto o amor não vem” é um livro de cabeceira, que não precisa ser lido rapidamente, pois é bom ir aos poucos para absorver melhor a mensagem de cada capítulo.

Para ensinar como nos amar primeiro para depois adquirir o amor incondicional (pelo próximo), Iyanla estruturou o livro da seguinte forma:

Vivemos em uma casa cheia de andares, onde temos o porão, 1º andar, 2º e 3º. Quem não se ama de verdade, está no porão e é preciso fazer umas coisinhas para subir para o 1º andar. O que são essas coisas? Se permitindo mais, se julgando na medida certa e não jogando sobre os outros a culpa por algo que aconteceu na nossa vida.

É óbvio que não será fácil ter a autoestima lá no alto e o trabalho não será de uma hora para outra. Se fosse assim, se chamaria mágica, e não exercícios para melhorar a vida e deixar tudo mais tranquilo. Na verdade, serão necessárias muita força de vontade, dedicação, foco e, acima de tudo, um pouquinho de amor próprio.

Amor próprio, sim! 💕

Livro "Enquanto o amor não vem", de Iyanla Vanzant

Ninguém vai aparecer no nosso caminho e nos valorizar se, antes de qualquer coisas, não nos valorizamos. Funciona assim: primeiro eu me amo, segundo eu me amo e em terceiro eu me pra caralho e não preciso de ninguém para sobreviver. É opcional fazer a vida ser incrível com outra pessoa. Estar sozinho é quando você não curte a própria companhia.

Outra coisa que fica clara no livro é a necessidade da gente se apegar ao Divino/Deus durante todo o processo de aceitação e desenvolvimento da autoestima. Temos que ter fé de que o universo poderá nos ajudar nessa batalha. Quando a gente não acredita em nada, tudo fica mais difícil. E eu super acredito nisso!

Uma coisa interessante que tem no livro “Enquanto o amor não vem” são as listinhas. Em vários capítulos a gente se depara com dicas enumeradas que são fáceis de lembrar. Algumas que me recordo são:

1 – Ame a si mesmo, não importa o que te aconteça;
2 – Sinta e reconheça o que está sentindo. Se afastar para evitar a dor é pior;
3 – Expresse o que está sentindo verbalmente ou por escrito;
4 – Esclareça para si mesmo o que quer, quando e onde;
5 – Não procure ou espere que qualquer pessoa faça parte da sua vida.

E sim, indico MUITO o livro “Enquanto o amor não vem”. Algumas coisas são clichês, mas isso não desmerece o trabalho da coach Iyanla. A gente aprende também com os clichês e, ó, muitas experiências compartilhadas foram frutos de muita luta da autora. Então, melhor sabermos desde já o que pode acontecer com a gente, caso não adquiramos o tal do amor próprio. 😉

1 Comentários

1 Comentário em "Resenha: “Enquanto o amor não vem”"

  1. Menino, vou procurar esse livro, porque ando precisando dar um up na autoestima por aqui 🙂 Nem sempre as coisas estão fáceis e a gente dá aquela desanimada…
    Vou ler e te conto o que achei, mas acredito que eu vá gostar, pelo o que você escreveu aqui.

    Beijos e obrigada pela dica!