I’m a little monster, baby!

A última edição do American Music Awards (AMAs) rolou nesse domingo, 19, trazendo como um dos destaques a performance de Lady Gaga. Bastou este fato pra eu ficar desesperado, já colocando no calendário esse evento imperdível. 😍

Como já esperado, a mãe das gays fez uma belíssima apresentação do single injustiçado “The Cure”. Pra quem não conhece, a música fala que o amor é a cura pra qualquer coisa, mesmo quando disserem que, por exemplo, uma doença não tem solução. 💛💙

Após a apresentação da Gaga, me peguei pensando sobre quando a conheci. Eu estava entrando no colegial, num mundo totalmente novo, onde tive de “apagar” da mente as várias vezes em que sofri bullyings no ensino fundamental. 💔

Naquela época, um novo canal acabou surgindo na tv local, em 2009. Era a MTV. Eu era tão da roça que nem sabia da existência do mesmo. Assim que sintonizei a tv, fiquei encantando com aquele mundo pop, cheio de música, alegria e tals.

Também através da MTV eu conheci a Gaga, o Twitter e um mundo bem louco e interessante. Tipo assim: morar no interior é foda, porque você só ouve duas coisas: forró e sertanejo. Não há rock, pop, hip hop, etc. Não há diversidade. Contudo, quando bati o olho naquela “nova” emissora, percebi que ela dava vozes aos jovens, mostrando a eles artistas irreverentes, saindo da mesmice e do popularzão.

Daí, em 2009, Gaga fez uma apresentação no MTV – Video Music Awards (VMA). Ela performava “Paparazzi”, dramatizando o quão foda é estar sob os holofontes. Confesso que fiquei com muito medo ao ver tanto sangue, mas depois fui pra internet ler explicações sobre, pois era muito burrinho na época. 😂

Na web encontrei o primeiro álbum da Gaga… A partir do “The Fame”, mantenho até hoje uma relação de amor e admiração pela cantora. Amo todos os trabalhos e projetos, pois é evidente que são feitos com carinho aos fãs. 😊

Durante os 08 anos em que acompanho Gaga, ela me ensinou tanta coisa… Que eu sou maravilhoso, não sou anormal, que mereço ser amado da mesma forma que amo e que uma hora ou outras as coisas se ajeitarão. Gaga me ensinou que pra ser Lady não precisamos de muita coisa: bastar ter fé, amar, SE AMAR e viver intensamente. 🦄🌈

18 Comentários

18 Comentários em "I’m a little monster, baby!"

  1. Danielle Guimaraes diz:

    Adoro algumas das músicas da Gaga também! Ela é um fenômeno e a história dela também, fico feliz que ela te ajudou a superar coisas e te fez ser fã até hoje <3

  2. Kamylla Prado diz:

    Ah, como eu gosto da Lady Gaga, desde “the fame” também mantenho um carinho e admiração por ela, sempre acompanho e torço pelo que ela faz. <3

    vidaemserie.com

  3. Vickawaii diz:

    Oi! Não acompanho a Gaga e acabo ficando sabendo só dos novos lançamentos, mas gostava muito das músicas antigas dela e a admiro como cantora e como pessoa, principalmente pelas mensagens de aceitação que ela sempre traz.

  4. Erika Monteiro diz:

    Oi Adriel, tudo bem? Já faz bastante tempo que ouço as músicas dela também desde “Bad romance” era até toque no meu celular. Algumas celebridades tem esse poder de influenciar e mudar nossas vidas. Fui uma menina do inteiror e concordo que só ouvíamos sertanejo mas confesso que gostava hein. Foi lá que me apaixonei por Fernando e Sorocaba, Luan Santana, Gustavo Lima… já ia esquecendo João Bosco e Vinicius haha Apesar de hoje ouvir mais pop que sertanejo meu coração será sempre do interior rs Beijos, Érika :*

  5. Mary Vitória diz:

    Amo ela é sempre que dava acompanhava ela, mais agora eu não vejo muitas coisas sobre ela! Super diva Parabéns realmente ela passar uma mensagem muito boa para que nao sentimos anormais porque não somos ! Amei o post

  6. Luly Lage diz:

    Lembro que quando a Gaga estourou eu tava na minha fase muito rockeirinha ridícula que acha todos os estilos musicais que não são rock ruins… E comecei a ver o nome dela pra todo lado, com essa referência maravilhosa a “Radio Gaga” do Queen no nome, dando show de escândalo pra todo lado. Demorou pra entender a necessidade dela no mundo, mas uma vez que entendi dá vontade de abraçar essa mulher a agradecer por fazer tanta gente se aceitar por ter nascido do jeito que é – incluindo ela mesma!

  7. Ingrid Logatto diz:

    A gaga sem dúvida é muito rainha!! Gosto muito das músicas dela e acho demais toda essa excentricidade. Mas pessoas normais não tem graça haha =D

  8. Cassiany de Paula · diz:

    Nossa, teve uma epoca da minha vida que eu amava a Lady Gaga, achava as musicas dela mara, mas com o tempo ela deu uma sumidinha né. Eu também a conheci pela MTV. saudades e bons tempos kkkk
    Adorei o lay. Que coisa linda! e indica quem fez pq to apaixonada!

  9. Carol Nakamura diz:

    Nossa eu acompanhei toda o crescimento da Gaga, sempre gostei muito! Muito legal a biografia dela também, uma super artista haha.