Quando a gente deseja ser mais do que amigo

É meio que impossível a gente não se apaixonar na vida, né? É impossível também não sentirmos uma atraçãozinha por um amigo ou aquela pessoa mais “chegada” a nós. Pode confessar sem medo, vai!

Comigo, essas paixões surgiam por carinhas héteros, que davam corda às minhas brincadeiras, porém, logo me viravam as costas quando percebiam o meu interesse. E que bom que eles desapareciam, né? Seria horrível continuar convivendo ao lado deles (e também nem era amizade verdadeira…).

Após muitas quedas, aprendi a deixar os héteros de lado e conheci mais gente do mundo gay. Só que até agora me pergunto o motivo de tal atitude, porque tudo piorou. Basta eu ver alguma beesha louca interessante que lá estou eu ouvindo músicas deprê e pensando nelas. Talvez esse lance de se apaixonar seja doença…

Mas vamos lá ao que importa! 😉

casal

O boy da vez se chamará Júnior (porque eu não sou louca de divulgar o nome real pra ser processada). Digamos que Jr. é um amor de pessoa, sempre compreensivo, atencioso e prestativo. Ele seria aquele tipo de pessoa ideal pra gente entrar na igreja com o vestido mais lindo do mundo.

Acontece que Jr. não me enxerga como outra coisa além de amigo. Pra ele, Adriel não passa daquele carinha engraçado, polêmico e louco da internet (e não, não moramos em cidades diferentes!). É complicada a situação porque a anta aqui já deveria ter entendido tudo isso, mas vá lá falar pro coração essas verdades… ele não entende!

Não estou sofrendo de amores, tampouco deixando de viver por isso. Se a situação tivesse acontecido há um ano, era capaz de eu estar deixando tudo de lado só pra sofrer por esse lance. Mas eu mudei. Graças a Deus.

Pra atualizar vocês da situação, eu e Jr. estamos assim: sei do sentimento que tenho por ele; ele também sabe do meu por ele (não é possível que as milhares de músicas que mandei não o tenha feito cair na real). Porém, não vou ceder e nem falar que estou curtindo-o. Duvido muito que ele também falará alguma coisa.

No fim, o lance não dará em nada (nem beijinhos!), mas, né, estamos aqui é pra amar, apaixonar, quebrar a cara e depois ir pros bar beber. Ou tô fazendo tudo errado?

24 Comentários

24 Comentários em "Quando a gente deseja ser mais do que amigo"

  1. Situação difícil, mas não sei se ficaria calada que nem tu.
    Acho que já prendi coisas demais, por isso certamente eu colocaria a boca no trombone.
    Beijo.
    P.S: Espero que ganhe o concurso.

    Te Conto Poesia ♥

  2. simone diz:

    Eu sempre fui uma pessoa muito tímida, até que um dia eu me declarei pelo msn (sim o falecido msn), não deu em nada, o guri até parou de falar comigo, mas olha para o lado bom, DESENCANEI e parti para outra. Imagina viver só pensando em uma pessoa que não da bola e não enxergar alguma outra, que pode estar por ai pertinho, mas vc não percebe? Eu sei, vocês são amigos, que é difícil é, mas talvez uma conversa franca seja necessária para você desabafar o coração, com tanto “será ou não?!”. Agora, se você acha que sua amizade é mais importante e não quer abalar ela com as possíveis consequências disso, só deixa quieto e comece ouvir músicas animadas, coloca a Lady Gaga e esquece os Sertanejo Deprê. Bj Bj <3

    • ótimas dicas, Simone! seguirei a dica de ouvir músicas animadas, inclusive a Gaga, e deixar tudo isso pra lá. não vale à pena encucar por tão poucas coisa. sou consciente de que não vai rolar nada. 🙂

  3. Huuum… essa situação é complicada demais né!
    Eu acho que faria a mesma coisa que você decidiu fazer, ficaria na minha e deixaria acontecer 🙂
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

  4. Confesso que sou bem na minha e faria o mesmo que você: não falaria. Às vezes é melhor que esse sentimento continue sendo platônico, porque ele pode não sentir o mesmo e acabe se afastando. Claro, isso se ele não der nenhum sinal também, viu? Mas se ele der alguma pinta de que pode rolar, deixa seu coração falar mais alto <3

    Beijão, mariasabetudo

  5. Oi
    situação dificil essa sua, eu já tive uns carinhas que tive queda, mas nem me declarei e fiquei só na amizade mesmo, que com o tempo até perdi, sou muito tímida para essas coisas.

    momentocrivelli.blogspot.com

  6. Que situação complicada, Adriel! É uma bosta quando a gente sabe que o crush não tá na nossa, mas a gente só faz gostar mais e mais. É pior principalmente se o crush for um amigo muito querido. Acho que se a amizade dele fosse mais importante que o meu sentimento, eu faria como você e deixaria o tempo dizer. Mas tentaria não me abalar com a situação, e nem ter esperanças sobre isso. Tenta ocupar sua mente e fazer coisas que te animam. A vida vai tratar de deixar acontecer o que for melhor pra você <3

    Com amor,
    Steph • Não é Berlim

  7. Ai eu te entendo, é tão complicado, todos os meus que foram pra algo mais que amigo deram errado e hoje não falo com ninguém. Aliás, só com um, milagre! Então não falo mais nao

    Beijos, Love is Colorful

  8. Eu já ia chegar falando que tô querendo dar uns beijos HAHAHAHAHA não consigo segurar, sabe? Entendo seu lado, até porque cada um é cada um, mas eu falaria, talvez não da forma que eu disse mas com um pouco mais de jeitinho. Prefiro um nao logo na cara do que ficar me remoendo por dentro – sou dessas. Beijosssss querido, saudades de passar aqui, a vida corrida é triste… <3
    http://www.amandapaduan.com.br

  9. ô situaçãozinha difícil essa! conversar e acabar tendo o risco de perder/bagunçar a amizade, ou não falar nada e ficar na dúvida. é péssimo mesmo :~

  10. Luly diz:

    Vou tomar a liberdade e contar aqui uma (não) breve história sobre esse assunto aplicado à vida de uma garota aí (sim, eu mesma).
    Passei muitos anos num relacionamento tão louco que nem sei como “nomear” (contei naquele grupo nosso, acho), e quando acabou tive que lidar com o fato de que minha vida era um livro em branco dali pra frente. Antes mesmo do que eu esperava conheci um cara e foi paixonite à primeira vista. Papo vai, papo vem e achei que ele queria também, tavam todos os sinais ali e os migo tudo fazendo torcida (os meus e os dele), mas quando finalmente tomei coragem tremendo e gaguejando para perguntar se rolaria ele disse que não porque me via como amiga.
    Acho que foi uma das piores épocas da minha vida, mesmo que pareça exagero… Emagreci 10kgs , ficava stalkeando direto pra ver coisas que não me agradavam e ao mesmo tempo queria ser amiga dele porque achava o cara legal… Foi ruim, foi péssimo, mas foi passando também. E quando passou eu percebi o quanto aprendi com aquilo e o quanto consigo lidar agora com relacionamentos que achei que não conseguiria (inclusive adoro, hahaha).
    Moral da história? Não sei se tem moral! Mas acho que o que eu posso dizer é que você vai sobreviver a todas as “friendzones” que passar (cara, eu odeio essa palavra!)mesmo que pareça que não. E que quando rola essa falta de reciprocidade não é sua culpa e nem do boy… Acontece, e você é incrível de qualquer jeito mesmo acontecendo!

    • AIN, QUE COISA MAIS LINDA! VEMK! <3

      já devo ter vivido algo parecido contigo. demorei horrores pra ficar bem, mas no fim... acabei levantando a cabeça e seguindo em frente, afinal, a vida não para pra que a gente arrume toda a bagunça que nós mesmos fizemos. 🙂

  11. Vanessa diz:

    Já passei por isso. E acontece que o jogo mudou. Quando esqueci a pessoa, ela se tocou do quão interessante eu era e veio atrás. O problema é que tinha passado tanto tempo que eu não queria mais… e no fim… ele que acabou perdendo simplesmente porque achava que ia me ter a qualquer momento e não foi bem assim hehe!!!

    Boa sorte com o Jr. Quem sabe ele larga mão de ser bobo e chega logo em vc ;D

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

  12. Bianca diz:

    Eu te entendo, acho que faria o mesmo. Eu perdi uma grande amizade por ter misturado as coisas, o relacionamento não deu certo, ficamos muito tempo sem nos falar e a amizade nunca mais foi a mesma.
    Beijos