Afraid

medo

Há dias venho querendo escrever algo mais “pessoal”. Palavras sobre mim e o meu dia a dia, sabe? Contudo, acredito que eu esteja passando por um bloqueio criativo (e ficando com muito medo!), onde a inspiração resolveu desaparecer por uns tempos. Quando ela voltará? Esse é o grande problema: não tenho a mínima ideia sobre quando voltarei a estar motivado pra fazer o que antes achava superinteressante.

Atualizar blog já não é mais tão legal quanto antes; postar fotinhas no Instagram nem me passa pela mente; ficar online nas redes sociais é algo que virou “obrigação”, só pra dizer a todos que ainda tô presente no mundo virtual. E assim os dias têm passado…

O ano começou, estamos finalizando o primeiro mês de 2018 e eu ainda continuo com trocentas dúvidas sobre o que fazer e qual rumo seguir. Resumindo: tá tudo muito louco e eu perdido! De vez em quando algumas pessoas conseguem me mostrar uma direção, mas o medo ressurge.

Medo eu sempre tive, é verdade. Anseios dos mais bobos à coisas bem tensas. Diariamente sofro ao enfrenta-los. Sim, ao invés de deixar os medos de lado, prefiro encarar, saber o motivo deles aparecerem, etc. Só que, às vezes, a gente fraqueja e cai.  E eu caio (quase) todos os dias. Mas o levantar é o melhor, pois a esperança é renovada e a coragem revigorada.

Não tenho a mínima noção de como organizar a bagunça da minha vida, porém… A fé que tenho em Deus é maior do que o medo. Por isso, sigo de cabeça erguida. Um passo de cada vez, controlando a mente na medida do possível e amando. Mesmo diante das dificuldades, tento manter os sentimentos de gratidão e amor comigo. Grato por tudo e amando até mesmo aquilo que me faz mal.

Sendo sincero, acho que ser adulto é, basicamente, dar um passo de cada vez e ir descobrindo as aventuras que o universo guardou pra gente. E eu tô nessa luta diária, tentando encontrar o sentido de tudo. 

2 Comentários

2 Comentários em "Afraid"

  1. Bela diz:

    Você tem que fazer o que sentir que é o melhor pra sua alma! Aprendi isso depois de desenvolver crises de ansiedade pesadas.
    Esse ano também JÁ abandonei algumas redes sociais como o facebook e entro no instagram pra ver seus stories, já que nem tenho tanta paciência de postar minhas próprias fotos…
    Segue na calma que você alcança tudo, migo <3
    A Bela, não a Fera | A Bela, não a Fera no Youtube

  2. hellz diz:

    OI ADRIEL

    acho que o medo é comum a ser adulto. Na verdade, eu não me vejo como adulta e isso é justamente o que me dá tanto medo
    espero que essa criatividade retorne, o medo durma um pouquinho e você consiga organizar tudo como deve e deseja

    beijo
    http://www.beinghellz.com.br