Músicas resumem muitos momentos da vida

Não sei como as coisas funcionam aí pra você, mas comigo a música tem um poder especial; de cura, talvez. É muito difícil eu ficar um dia inteiro sem colocar algo pra tocar no computador/celular/som de casa. Não é à toa que tenho milhões de playlists, cada uma preparada pra (quase) todos os momentos da vida: felizes, tristes, ansiosos, academia…

Músicas marcam momentos, divertem, fazem o tempo passar mais rápido… É contagiante! As batidas, sejam elas pesadas ou não, acalmam a alma e trazem luz à mente. Não é brincadeira, tá comprovado pela ciência o poder das notas musicais.

Sou musicomaníaco e não faço questão de esconder isso! Ouço de tudo um pouco, até mesmo os estilos musicais que não são os meus preferidos (olá, funk!). Acredito que toda letra musical é válida e serve como reflexão, mesmo que ela contenha palavra de baixo calão e seja considerada como “lixo sonoro”.

A música serve, dentre outras coisas, pra resumir momentos. Por exemplo:

– Quando você tá conhecendo algum contatinho, sempre tem aquela canção que te faz lembrar a pessoinha;

– Nos momentos de profunda tristeza, também tem aquela música que faz você se acalmar e pensar: “tudo vai ficar bem!”;

– Nos momentos de ódio, um rock paulera faz muito bem pra jogarmos pra fora aquilo que nos incomoda.

Todos os momentos da minha vida são marcados por uma música. Às vezes, uma canção não é o suficiente, então seleciono álbuns/artistas e por aí vai. Mas jamais deixarei de ter uma trilha sonora!

A consequência de ser musicomaníaco é que sonho demais. Tipo assim: ouço uma música e já começo a imaginar a situação descrita, o que motivou o autor a escrever aquelas palavra e tals. Coisa de doido, sabe?

O fato é que eu adoro ouvir músicas e não consigo me imaginar sem tê-las por perto. Faz parte de mim.

1 Comentários

1 Comentário em "Músicas resumem muitos momentos da vida"

  1. Cris diz:

    Também gosto muito de música e fico o dia todo ouvindo. Mas sou um pouco mais seletiva, não ouço tão de tudo assim, ouço o que me agradar. E concordo, tem músico para todos os momentos e acho que todos os momentos pedem uma música.
    Beijos!