Resoluções de ano novo, sim!

E cá estamos nós entrando em mais um novo ciclo, com aquele sentimento de dever cumprido e pronto pras aventuras de 2018. Pela primeira vez em muito tempo, dessa vez estou otimista. Com uma energia muito positiva e boa, btw. Não vou esperar muita coisa deste ano, vou é correr atrás pra realizar cada um dos meus objetivos. E fácil a gente já sabe que não será, então, melhor mesmo é juntar essa onda de alegria e disposição pra focar na concretização de cada meta. 👊

Siiim! Pra 2018, a palavra-chave será “realizar”. Sonhos, metas, objetivos, planos, viagens, projetos… Tudo isso será realizado e colocado em prática. #oremos Como de praxe, vou enumerar algumas coisinhas que quero que aconteçam em 2018.

1 – Pegar firme na vida (quase) fitness: Se em 2017 eu provei pra mim que sou capaz de ir além dos meus limites, agora quero continuar na luta pra conquistar o corpo que sempre desejei. Já se passaram 23 anos de euzinho insatisfeito comigo mesmo. Chegou a hora de mudar essa realidade.

2 – Encontrar um trampo bacana: Podemos classificar 2017 como o ano da má sorte pra trabalho? Em fevereiro saí do meu trabalho numa agência de publicidade… De lá pra cá as coisas só caíram ladeira abaixo. Mas isso irá mudar. Ah, vai!

3 – Ser menos estressado e ignorante: Infelizmente, a minha família já tem no gene a ignorância. Somos aquele tipo de gente que não leva desaforo pra casa. Às vezes, ser assim não é legal e quero ser mais good vibes.

4 – Focar na faculdade: Em nome de Jesus, este é o meu último ano na faculdade. Por isso, tenho que pegar pesado nos estudos pra OAB e passar em todas as matérias. Não há mais tempo pra brincadeira!

5 – Juntar dinheiro pra viajar: Em 2017 eu não saí da minha cidade pra nada. A falta de dinheiro foi foda. Porém, neste novo ano vou juntar moedinhas e pagar alguma excursão pra conhecer esse Brasil. 😍

6 – Ser mais otimista: Sou o tipo de pessoa que é a primeira a se colocar pra baixo e desacreditar dos projetos. Mas isso irá mudar. Dando certo ou não, pretendo ser um exemplo de otimismo. Anota aí!

7 – Organizar um livro de crônicas: Chega de querer e não poder. Vou reunir meus escritos, sim, e tentar levar minhas (in)experiência à outras pessoas, nem que seja num e-book gratuito.

8 – Sair mais sozinho: Amo os meus amigos, mas acho que tenho de aprender a apreciar mais a minha própria companhia. Isso fará bem até pra eu deixar o medo e a timidez de lado. Vale qualquer coisa: ir à uma balada, cinema, viagem, etc.

9 – Se expor mais através de fotos e vídeos: Até posto muitas fotinhos e stories, mas sou muito inseguro. Em alguns momentos eu acabo deletando as publicações, porque tenho vergonha de mim mesmo. E não é que o meu conteúdo seja ruim, é só o medo de ser “julgado” por quem me assiste. Outra coisinha pra mudar com urgência!

10 -Dedicar mais tempo ao blog: Não quero profissionalizar o blog, porque ele sempre será apenas o meu cantinho na internet pra desabafos e compartilhar coisas interessantes com quem acessa ou cai de paraquedas. Na verdade, quero só postar semanalmente (3x no mínimo) e ter a mesma empolgação de antes, mesmo que eu não receba comentários ou muitas visitas. ✍

Enfim… Minhas resoluções são simples e fáceis de realizar, já que depende só de mim e do meu esforço. Nada muito útopico ou fora da realidade! Ah, feliz ano novo! Que a gente consiga alcançar nossas metas, ter muita saúde e disposição pra correr atrás do que tanto queremos. Vamo que vamo, miga! 💞
1 Comentários

Segredos

Para ler ouvindo “Secrets”, do OneRepublic.

 

Quantas e quantas paixões a gente guarda na mente, não confessando-as aos outros? Por aqui são inúmeras! Tenho esse “dom” de não querer externalizar tudo o que se passa no meu coração. Sinto que estaria incomodando ou que os sentimentos não seriam tão interessantes assim. Loucura total, eu sei.

Sou uma pessoa apaixonável, logo, nutrir sentimentos rapidamente por alguém é o que mais faço. Algumas vezes acabo me ferindo, mas em outras, apenas adquiro experiência. Se tem algo que executo com louvor, é aprender mais sobre esses jogos da vida.

Sobre as paixões secretas… Faço coleções delas! Tem o carinha do primeiro período na faculdade, o do curso de inglês, os guris que estudaram na minha sala na época do ensino fundamental e colegial…

Não posso esquecer de mencionar o vizinho que mora em frente à minha casa, claro. Tem também os cantores da minha cidade, jornalistas, colegas de profissão… A lista é imensa e vergonhosa!

Mas é assim. Eu sou assim.

Já que não aparece ninguém interessado em mim e eu, sinceramente, já cansei de procurar, crio mentalmente romances com pessoas que acho interessantes. Não sou idiota de achar que elas são perfeitas, sem defeitos… Sou ciente de que o ser humano é cheio de falhas, então, esperar perfeição onde só existe podridão é coisa pra iniciantes. E eu tô longe disso. No jogo do “trouxismo”, sou campeão.

Na última noite acabei sonhando com uma dessas paixões. É por isso que estou escrevendo sobre… Só pra ficar relatado mais um momento idiota em que perco tempo com pessoas que não se importam comigo, mas que eu faço questão de ocupar minha mente pensando nelas, caso contrário, acabaria surtando por falta do que pensar (e se apaixonar!)

Não sinto vergonha em ter paixões secretas. Pra falar a verdade, acho até legal ficar fantasiando como seria uma relação com pessoa x. Mesmo que o relacionamento nunca aconteça na realidade, na minha mente ele existiu. E foi incrível. 💖🔐

Comente Comentários

Vai uma retrospectiva aí?

O ano está quase acabando, é verdade, MAS… Antes de me despedir de mais um ciclo, não poderia deixar de enaltecer e divulgar algumas coisinhas que me acompanharam durante 2017. Poderia fazer um post falando sobre o que alcancei e bla bla bla, porém, prefiro deixar mais pra frente. 😉

Antes de partirmos pra tão ~esperada lista~, vale ressaltar que as minhas escolhas não são de coisinhas lançadas somente em 2017. Às vezes curto ser vintage, sabe? #aloka 😜

Let’s go, guys! 🙂

A primeira categoria é dos artistas que mais admirei neste ano. A quantidade de pessoas é imensa, pois amo acompanhar tretas (olá, Taylor!) e muito barraco. Porém, Anitta, Lady Gaga e Camila Cabello merecem MUITO todo o destaque que tiveram em 2017.

Anitta simplesmente ganhou o mundo em 2017, lançando muitos singles e fazendo um belo trabalho; a Gaga deu um show ao ser transparente sobre seus problemas pessoais (alguém ainda não viu o documentário dela? Tá na Netflix!); já a Camila deu a volta por cima após a saída do Fifth Harmony, tanto é que foi destaque no Spotify, sendo a artista com mais ouvintes mensais (apenas 39 milhões/mês). 👏👏

Ainda falando sobre música… Em 2017 tivemos muitos lançamentos incríveis, trabalhos que foram feitos não só pra hitar, mas pra passar uma mensagem positiva a todos (Taylor deveria aprender um pouquinho….). 😉

Os meus preferidos foram os eps lançados pelo Cameron Sanderson (cantor lá da Inglaterra que já falei sobre ele aqu!), o novo álbum da banda AJR, “The Click”  que tocou horrores na minha radiola durante o ano, inclusive lembra o único crush que tive em 2017; e, claro, o comeback da Kesha. “Rainbow” é o melhor álbum lançado neste ano, disso não tenho dúvidas. Todas as músicas são lindas, possuem letras fortes e de empoderamento! 😍

Quantos às séries, não lembro de nenhum lançamento tão foda quanto a 2º temporada de “Stranger Things”. Até pensei em colocar “The Walking Dead”, mas a 8º temporada está tão lixinho… ☹

“My Mad Fat Diary” foi encerrada ainda em 2015, porém, até hoje faz sucesso, além de ajudar àquelas pessoas que estão passando por algum distúrbio, seja ele mental ou alimentar. Vale super a pena acompanhar esse seriado, viu? Ele me ajudou super!

Já “Eyewitness” é uma série americana que foi cancelada por falta de audiência. Pra quem gosta de drama policial com muita investigação, essa é A série. Falarei sobre ela por aqui em breve! 😉

Em 2017, tivemos tantos lançamentos de filmes, porém, infelizmente não acompanhei muitos. Não sou tão fã de ir ao cinema, sabe? Prefiro ver online mesmo, no conforto da minha cama e tals. Contudo…

O melhores filme que vi neste ano, sem dúvida alguma, foram as adaptação às telonas dos livros “Tudo e todas as coisas” e “Extraordinário”. Se você ainda não viu, corre!

Não poderia deixar “Moana” de lado, já que foi o filme que vi no começo do ano e que me fez chorar horrores. Até hoje lembro da sessão quase vazia que peguei… Me senti até vip! #semcostume 😛

A minha meta de leitura pra este ano foi de 20 livros e, felizmente, consegui alcançá-la! Queria ter lido mais, porém, tive TCC pra fazer, milhares de provas, último período na faculdade… 🙁

Dos livro que li e inseri na listinha de preferidos, estão: o último lançamento da Isabela Freitas, “Não se enrola, não”, pois dessa vez ela tirou os vícios de linguagens e deu mais maturidade à personagem 👏👏; “360 dias de sucesso” é uma verdadeira biografia das bandas que fizeram sucesso rapidamente, mas logo sumiram. Thalita Rebouças criou uma história bem dramática, mas na medida certa!; quanto à “Simon vs. a agenda homo sapiens”, posso classificar como a leitura mais fofinha e leve deste ano, inclusive tem resenha dele aqui.💜💛

———–

Não sei pra vocês, mas pra mim 2017 passou voando. Lembro como se fosse ontem eu iniciando o ano cheio de esperanças, criando planos e projetos pro futuro… Como era de se esperar, algumas coisas não vingaram, mas, né, 2018 tá aí cheio de gás pra gente correr atrás dos sonhos e objetivos. De verdade, desejo a todos força, amor e saúde pra entrarmos em um ciclo que começa já, já.

Feliz ano novo a todos, migs! 🎇🎆

Comente Comentários