Pois é, fui roubado! #05

No último fim de semana, eu e a minha amiga tivemos os nossos celulares roubados. O fato ocorreu quando estávamos voltando de uma caminhada. O meu aparelho era um Moto G4, cujo o valor (no início do ano) foi de R$ 1 mil; o da minha amiga era um desses Samsung Galaxy, bem simples.

Assim que chegamos em casa, dois “homens” nos abordaram na porta dizendo que estavam armados, e caso não entregássemos os celulares, eles iriam “atirar sem dó”. Fiquei com muito medo e mesmo sem ver revólver algum, passei o aparelho. A minha amiga ainda tentou reagir, mas eu logo gritei pedindo pra ela entregar. 😱

http://naomevenhacomdesculpas.com.br/wp-content/uploads/2017/12/Adriel-Christian-23.jpgVeja bem: o meu celular era mais caro, mas eu não relutei em entregar, pois nunca sabemos de fato o que um ladrão é capaz de fazer. Porém, depois do ocorrido, eu entendi a minha amiga. Aquele Samsung-Galaxy-simples era o único meio de comunicação que ela dispunha para conversar com a sua mãe e o filho, já que ambos moram em outra cidade do interior do Estado. 💔

Só depois do ocorrido eu parei pra pensar sobre o choro desesperador da minha amiga. Realmente, é muito triste alguém chegar do nada e nos retirar algo importante. Com que direito a pessoa faz isso? Na verdade, o que se passa na mente de alguém que tem coragem de roubar algo alheio? Preguiça de lutar pra conseguir com o próprio suor? Capaz! 👏👎

Estou sem celular, triste pela a minha amiga e tentando me recuperar do susto. Por segundos ficamos sob o poder de duas “pessoas” que poderiam nos fazer MUITO mal… Isso é assustador e eu não desejo a experiência a ninguém! Por outro lado, estou muito agradecido à Deus pelo livramento! 🙏

Se eu pude aprender algo com esse fato, com certeza foi que somos frágeis e muitos pequenos. Por isso, não vale à pena empinar o nariz pensando que o mundo gira em torno da gente, porque, infelizmente, não gira. 😉

Tô fazendo parte do #Blogmas2k17, projetinho onde temos que postar todos os dias, de 1 a 24 de dezembro. A ~maravilhosa~ da Luly é quem organizou com outros blogueiros. <3

5 Comentários

Perdi 18 kgs em 5 meses

http://naomevenhacomdesculpas.com.br/wp-content/uploads/2017/12/01.jpeg Em julho deste ano, ainda nas férias, resolvi dar uma repaginada na minha vida, começando pelo item 1 da lista de prioridades: meu corpo. Desconfio que sofro de compulsão alimentar, porque tenho o costume de descontar na comida todos os meus medos, anseios e tudo piora quando passo por alguma crise de ansiedade.

Em 2015 eu consegui chegar no corpo que sempre quis, mas acabei terminando o ano mais gordo do que antes de emagrecer. 2016 foi a época em que eu liguei o foda-se pra tudo, bebendo e comendo exageradamente.

Já neste ano de 2017 eu estou focado, firme e forte nos treinos! Até o momento, já eliminei 18 kgs dos mais de 40 que tenho que perder. O meu personal falou que até abril eu consigo, mas eu nem me preocupo. Só a disposição que passei a ter já faz com que eu me anime pra treinar.

Não emagreci ao ponto de surpreender as pessoas que convivem comigo, e quase ninguém me pergunta sobre a minha rotina de treinos. Eu acho  até bom, porque não sou exemplo de vida fitness. Sinceramente, não consigo.

Eu gosto de comer! Comer na hora em que bater a fome e em grandes quantidades. Não posso ser exemplo de vida fitness agora, no máximo alguém que está lutando diariamente contra velhos hábitos.

http://naomevenhacomdesculpas.com.br/wp-content/uploads/2017/12/adriel-christian-antes-e-depois.jpgE sim, estou me reeducando, comendo em pequenas porções o que eu comia numa só… Tem dado certo e eu tô adorando fazer aeróbico em jejum logo cedo, treinar à tarde e ficar monitorando a minha alimentação durante o dia. É divertido ficar contando calorias… Às vezes até me sinto nutricionista! 😀

Como este post não é dicas pra emagrecer, deixarei apenas um recado:

Confie em si mesmo mesmo. Sempre. Dê o primeiro passo e verá o quão mágico é o poder do exercício físico. Endorfina liberada é sinônimo de alegria e bem estar, por isso indico a todos a prática constante de caminhada, corrida, pedaladas na bicicleta e afins. Tudo muda quando você decide mudar. Eu e os meus menos 18 kgs somos prova disso. 😉

Tô fazendo parte do #Blogmas2k17, projetinho onde temos que postar todos os dias, de 1 a 24 de dezembro. A ~maravilhosa~ da Luly é quem organizou com outros blogueiros. <3

P.S.: Domingo foi foda pra eu postar, porque roubaram meu celular e eu perdi o foco da vida. Tá tudo bem agora. Post único que vale por duas postagens, sim! 🙂

8 Comentários

Olha o que o amor me faz

Eu sou uma pessoa que vive 100% o amor. Gosto mesmo de me apaixonar, me lançar em novas aventuras e me autoconhecer após a queda. Além disso, acredito que não sei amar de forma saudável, comum. É tudo muito intenso, sabe? Grudo na pessoa, quero saber absolutamente todos os detalhes da vida dela… Chega a ser coisa de gente psicopata! 😂

A coisa piora quando o amor é por algum amigo ou familiar. (Amor no sentido de: admiração, querer bem… Nada voltado pro lado sexual.) Confesso que até choro quando analiso o meu sentimento, pois é muito verdadeiro.

http://naomevenhacomdesculpas.com.br/wp-content/uploads/2017/12/rope-1469244_960_720.jpgSempre choro quando lembro das lutas dos meus avós pra criarem 8 filhos; tem também a história da minha mãe, onde muito nova teve um filho pra criar sozinha (eu, no caso!); daí tem o meu pai que ficou sem um pai muito cedo, não aprendendo a ser carinhoso com seu filho (eu, no caso!). 💔

As avalanches de problemas pessoais (junto com as neuras que invadem a minha mente!) fazem com que eu seja uma pessoa completamente sensível. E por ser assim, acabo me colocando no lugar do outro, canalizando dores…

Sim, eu amo demais o ser humano, tanto é que quando vejo casos de violência ganhando destaque na mídia, já fico abalado. Sou muito frágil. Apesar de ser alto, grande e aparentar ser forte, me sensibilizo rapidamente. 😕

Não aceito de forma alguma o ódio gratuito. Aceito amor, abraços, demonstração de afeto. Isso é bom e o mundo necessita de mais pessoas engajadas na causa. 🙌

O amor fez com que eu me tornasse um pouquinho mais “fraco”, mas disposto a entender a dor alheia e estar presente diante das situações boas ou rins. Afinal, quem ama de verdade é parceiro em todo momento, e não nas horas convenientes. 😉

Tô fazendo parte do #Blogmas 2k17, projetinho onde temos que postar todos os dias, de 1 a 24 de dezembro. A ~maravilhosa~ da Luly é quem organizou com outros blogueiros. <3

7 Comentários