Perdi o meu amor!

Naquele momento o que eu mais queria era sair dali. A presença dela me incomodava, tudo o que fazia me irritava. Sabe quando você descobre que não irá gostar de alguém pelo primeiro olhar? Isso é hipócrita, mas era isso que eu estava sentindo. A gente até sabe que é errado julgar alguém, mas na prática nada sai como o esperado.
Dias e dias se passaram, aquela angústia ainda me consumia. O pior de tudo era o perfume… Parece que o vento trazia aquele perfume só pra me fazer lembrar a “estranha”!
Na hora do intervalo do colégio, resolvi ir pro meu cantinho do sofrimento. Parece loucura, mas eu tinha uma árvore, ela ficava atrás da quadra de futebol. Lá eu escrevia meus devaneios, textos de amor e poemas.
O tempo novamente estava ao meu favor. Eu amava o inverno, mas na minha cidade nem parecia que existia essa estação, era quente o dia inteiro. Eu aproveitei o tempo livre pra chorar. Ah, como eu adorava chorar!
Com tanto sofrimento, acho que dei espaço demais pra dor. Ela tomou todo o meu coração… As coisas foram se esclarecendo, aquela suposta “raiva” foi embora e descobri que o que eu sentia era o AMOR!
Às vezes o amor não bate a nossa porta, ele chega de mansinho e do nada transforma a nossa vida. Cabe a nós, seres humanos incompreendidos, saber distinguir a fantasia da realidade… Do mesmo modo, sentir o amor chegando a nossa alma!

Posts relacionados

2 Comentários

2 Comentários em "Perdi o meu amor!"

  1. Avatar Aym diz:

    Você sabe mesmo escrever algo bacana. Gostei muito desse texto. Foi bem bacana Adriel.
    meus parabéns
    beijos
    boa semana

  2. Avatar Nana diz:

    Hey, Aym, obrigado. [E muito bom saber que existem pessoas que curtem os meus textos!
    Beijos!