As regras da separação

No começo tudo é maravilhoso. As expectativas depositadas na relação são altas e otimistas. Porém, chega um momento em que o casal não está mais em sintonia, não podendo seguir na caminhada juntos. A separação é inevitável. 💔

Como passar por isso? Como enfrentar essa avalanche de medo, dor e inconsciência mental? Agarrar o primeiro que surgir ou dar uma pausa pro coração? Eu sei, são muitos questionamentos!

Assim como existem regras pra amar, também há pra separação. Esses “mandamentos” não foram escritos por ninguém, são simplesmente óbvios. Toda e qualquer pessoa de mente aberta consegue captá-los. Veja só.

1- Desapegar dói
Imaginar a pessoa longe da gente é tão doloroso. É difícil também não ter mais aquela rotina, cumplicidade e união. Mas, infelizmente, a vida quis assim. E se ela optou por isso, melhor mesmo é recolher toda a sua insignificância e correr atrás de novos ares, se amando mais e conquistando objetivos.

2 – Entrar em um novo relacionamento é furada
Tem gente que acha certo terminar uma relação hoje e começar outra logo em seguida. Burrada das grandes. E as feridas? Como elas irão curar? A outra pessoa é o remédio? E se o remédio não funcionar e ela só te machucar mais?

Lá vai um segredo: não precisamos de ninguém pra curar nossas feridas, basta o amor próprio e confiança no tempo.


3 – Amigos são fundamentais
Geralmente, quando estamos em um relacionamento, tendemos a abandonar as amizades. O parceiro se torna o foco da vida, o nosso bem mais precioso. Outro erro.

Amigo é amigo. Quando você está namorando, sozinho, com rolos, etc… amigos são amigos sempre. Por isso, deixá-los de escanteio é sinônimo de burrice. Enquanto estiver passando por o processo de separação, grude neles para receber energia positiva, força e alguém pra abrir seus olhos.

4 – Ter medo é normal
Super compreensível aqueles discursos de que não quer mais entrar em relacionamentos, de que vai se tornar assexuado e tals. Super normal mesmo! Dependendo da relação em que você estava, os traumas aparecem e é chato ter de lidar com eles.

Pra driblar o medo e continuar na busca pela felicidade, se rodeie de positividade. Sorria, ouça músicas alegres, vá à novos lugares… só não dê espaço pra deprê aparecer. Medo sim, bad vibes não.

No fim, a separação nos fortalece. Quantas e quantas vezes tivemos que dar adeus a alguém que nos machucou?  A queda é inevitável e o levantar, meu amor, tem de ser excepcional, com direito a todos assistindo você brilhar. Vai por mim: há males que vem pro bem! ✌✌
8 Comentários

8 Comentários em "As regras da separação"

  1. Diante de uma separação existem atitudes que são inevitáveis, primeiro a negação, depois o ódio e enfim a aceitação, e é nestas atitudes que a gente acaba cometendo alguns erros, como mandar mensagem para o ex pedindo pra voltar ou começar outro novo relacionanto rapidamente, kkk.
    Amei a dica de se rodear de positividade, ela é ótima e funciona super bem <3
    Concordo plenamente, há males que vem pra bem, o importante é continuar lacrando na vida, com ou sem companhia né não?
    Abs,

    http://www.apenasleiteepimenta.com.br

  2. Ter o coração partido é tão injusto, mas tão inevitável…
    O lance é pegar o melhor do que foi vivido e seguir em frente.

    Beijos

  3. Thayse diz:

    Parece ser devastador, eu não consigo nem imaginar a dor e o desespero… E quantas coisas erradas fazemos. Por isso textos como o seu podem ajudar MUITO quem tá nessa situação, principalmente no que diz respeito ao amor próprio e não embarcar numa nova furada pra afogar as mágoas!! Parabéns pelo texto


    Beijos
    Brilho de Aluguel

  4. Eu nunca tive um relacionamento sério, mas coloco como “exemplo” os contatinhos que eu tenho as vezes de ficar conversando e de repente eles somem e aparecem namorando. Desapegar dói mesmo, hahaha! Conheço uma pessoa que faz isso de entrar logo em seguida em outro relacionamento. Os amigos nessa hora são tudo mesmo, pena que quando acontece isso comigo do boy sumir, some todas as amigas junto OU o assunto delas são mais importantes que o meu. Normalmente comigo não passa de um drama. Sou literalmente uma drama queen, fazer o que né? Hahaha! 😛 To tentando frequentar novos lugares, porque tá foda mesmo. Gostei do post!
    Beijos!